Personagens – Caráter pro seu “Character”

Então, todos sabem que boas aventuras são feitas por bons mestres, mas as vezes (a maioria das vezes) boas aventuras são feitas por bons jogadores, que criam personagens memoraveis e interessantes.

Vou dar algumas dicas aqui de como colocar detalhes na interpretação do seu personagem para que ele possa ser inesquecível.

Ninguém está vendo seu personagem, mesmo quando você o descreve apenas uns gatos pingados prestam atenção, e mesmo eles não compreendem como é que a calça vermelha do seu personagem se conecta com a personalidade e a história dele. Então seja esperto e caracterize seu personagem pelo que você pode apresentar pros outros jogadores, figuras, movimentos e falas.

Existem vários lugares onde você pode arrumar figuras legais, e outros programas onde você pode manipular as formas e cores, existe até uma versão online do photoshop, que permite fazer pequenas alterações em fotos e figuras.

Eu não recomendo usar músicas, por que as pessoas costumam interpretar coisas muito diferentes frente a músicas, use elas como complemento em forma de fundo musical. Mas não confie na apresentação do seu personagem na sensação causada por uma música.

Agora vemos para a parte divertida, gestos e falas. Mude sua voz, afine, engrosse, deixe-a rouca, firme, fraca, volúvel, mude o timbre e crie risadas diferentes. Em One Piece cada vilão ri de uma maneira diferente, é muito simples mas cria todo um clima diferente. Crie um bárbaro forte com a voz grossa que todos vão ignorá-lo, dê-lhe um vício de linguagem como mudar o timbre em batalha ou sempre terminar as frases “assim como quis Crom” e pronto, seu bárbaro será lembrado.

Perceba que na fala tanto o uso da linguagem quanto a pronuncia funcionam da mesma maneirwarlocka, saiba então misturar os elementos e usá-los para representar mais ainda quem você é.

Como toda a carácterização, você deve saber dosar os elementos, mas principalmente você deve conseguir colocar defeitos em seu personagem. Os defeitos não precisam ser sempre na direção da fraqueza, mas sempre na direção da complicação da vida do personagem, um mago inteligente e culto é comum, fazê-lo grosso e de poucas palavras é interessante, dar-lhe um timbre de adolescente com a voz variando é um clássico esperando pelo Oscar.

No próximo artigo vou falar de como usar os gestos para melhorar sua interpretação e caracterização do personagem

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*