Legend of the 5 rings – 3rd editon revised

Então, tive a sorte ou o azar de colocar as mãos sobre esse lindo livro.7249

Sorte, por que ele traz uma ambientação oriental bem feita. Com clãs, política, história cosmologia e tudo mais. Para os desavisados essa mesma ambientação foi “comprada” pela wizards para lançar seu oriental adventures da terceira edição (D&D).

Um breve resumo da ambientação, são clãs, de sete a nove, dependendo do ponto de vista e da época. Eles descendem (em sua maioria) de kamis, deuses, e tem a função de proteger o imperador e guardar suas terras. O imperador também é (a maior parte do tempo) descendente do deus irmão dos formadores dos clãs o mais fodão. O reino de Rokugan ainda possui um inimigo em comum, o irmão-deus-ovelha-negra que quis tudo pra ele e acabou sendo escorraçado e isolado.  Ja que não deram a bola pra ele brincar ele “fundou” um parque temático divertidíssimo chamado Shadowlands, lá você brinca com trolls e bakemonos de todos os tipos e quem sabe tem a chance de encontrar um oni. Mas não fique até tarde ou você pode virar um funcionário do parque.

O jogo então tem uma mistura interessante de épico oriental e jogo de cortes. Os clãs são proibidos por decreto de se atacarem, e de atacarem clãs menores, mesmo assim sempre arrumam alguma desculpa e saem na porrada. Além disso também passam muito tempo brigando entre sí em busca de posições melhores e mais visibilidade, o tal jogo de cortes, que é tão amado e desprezado pelos jogadores. A função original dos clãs que é servir o imperador fica em segundo plano, já que o imperador não precisa de tanta coisa assim e quase nunca está em perigo.

Esse é o primeiro desafio do jogo, misturar uma ambientação que atrai muitas vezes pela porrada, ou pelo estilo “me-xinga-que-ce-morre” oriental com “aquela coisa da corte”.

Como a ambientação nasceu de um card game as coisas são todas coloridas e exageradas, por que parecem interessante nas cartas. Prepare-se para se sentir no carnaval.

O azar de ter lido esse livro foi me deparar com o descaso dos editores do livro, em geral eu não me incomodo com alguns errinhos, mas L5R pegou pesado, são muitos, de vários tipos, de concordância de corta e cola, de falar uma coisa num lugar e outra no próximo. Pra você ter uma idéia, o personagem tem uma perícia de defesa, no lugar designado para explicar para o que que serve ele fala que o personagem soma a perícia na defesa quando fizer um ataque total, depois fala que soma a perícia dobrada quando se está na defensiva ao contrário do ataque total, e depois fala que ele joga o teste da perícia quando está na defesa e soma o resultado na defesa.

Num entendeu? Pois é, nem eu! E isso por que eu to explicando o que tá escrito, imagina isso no original em inglês.

O que provavelmente ele quis dizer é: No ataque normal você soma uma vez, e no ataque total você não soma nada na defesa. E a defesa? essa eu ainda não entendi, mas provavelmente você soma duas vezes a perícia e ainda joga a perícia no lugar da sua base de defesa que é reflexosx2.

E olha que essa é a edição revisada.

Sem mais, digo logo que o sistema é legal, quem gosta de Rokugan pode pensar em gastar esse dinheiro que vale a pena. Algumas coisas só ficam boas mesmo no sistema de L5R, como Iaijutsu e pontos de vazio, a wizards tentou simular mas ficou horrível, teste o original que você verá.motivator

Pontos positivos

  • Rokugan
  • Sistema de Raises onde você aposta mais alto (aumenta a DC) e faz super ações
  • Realista, tres aldeões com pedaço de pau te matam se você não se ligar

Pontos negativos

  • Ter que decifrar o livro
  • Dificuldade de balancear expectativas dos jogadores entre a corte e o combate
  • Ja falei que o livro é um saco de ler?

Legend of the five rings- 3rd edition revised

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*