Que aventura jogar???

Faltou alguém? O mestre ta dando na zona? O protagonista da história tem prova amanhã? A namorada-Ilithid de alguém voltou a se servir do prato preferido dela a força vital do seu colega?

Bom, parece que você tem um problema… Um não, dois, escolher uma aventura e escolher um mestre pra ela.

Vou tentar dar uma dicas que já usamos no nosso grupo e aos poucos fomos aperfeiçoando elas.

Dica 1

  • Aconteça o que acontecer não chegue perto do GURPS


Sempre que o jogo mia alguém decide desenterrar aqueles sistemas que trazem boas lembranças, de quando o michael jackson era preto, ou de quando a madonna era americana…. Ah, você não é tão velho assim?…. bom…. Então… De quando Pokemon era novidade.

O problema é que o sistema em geral é antigo, o que trazem dois problemas, o primeiro é que ninguém lembra, e quem lembra gosta de comentar a cada cinco minutos que a nova edição é mais interesante.

Esses sistemas tem histórias longas e antes que você perceba seu grupo vai estar discutindo quem fudeu com a Renraku (Shadowrun) ou como que o principe de Washingtom foi deposto (Vampiro).

Fora isso muitos desses sistemas estão enterrados por que são pentelhos demais pra se jogar e fazer personagem de GURPS (assim como Shadowrun e etc) demoram muito e antes que você perceba a sessão ja acabou.

Dica 2

  • Admita pra você mesmo que não vai dar pra construir um épico em quatro horas. Decida então se você esta interessado em porrada ou zuera.

Eu tenho um amigo que não começa o jogo de D&D antes de saber que classes ele vai pegar entre os níveis 25 e 30. Não adiantava, podiamos chorar, bater, ir embora, que ele não se aprontava pra jogar por que precisava ter certeza que as coisas todas se encaizariam até o final. Não! Jogo rápido não é pra “encaixar”, é pra se divertir naquele momento.

Porrada existe em todos os sistemas, menos naqueles super-independentes, ou seja, se seu livro tem capa dura, então tem porrada nele. Não vem com desculpinha não que mesmo os sistemas tidos como mais “interpretativos” são cheios de porrada. Por que você acha que refizeram o world of darkness? Virou marvel, virou Buffy, virou Angel. Por sinal esse é o mesmo motivo pelo qual essas séries acabaram, porrada demais, ficou sem ninguém pra bater, que nem a máxima dos filmes de terror: acabou por falta de ator pra morrer.

Zuera, muito parecido com o porrada mas de um genero diferente o estilo de zuera as vezes acontece por acaso, as vezes acontece em uma sessão no meio de uma campanha. Essa espontaneidade traz ótimos resultados, isso também não significa que a zuera não possa ser programada. Existiram muitos jogos destinados a zuera, como Toons por exemplo, mas novamente, qualquer sistema, e dessa vez é qualquer um mesmo, pode virar zuera.

Não significa que não tem nada sério, significa que o que vocês estão tentando alcançar são cenas engraçadas. Tentem também dividir a carga da piada, não façam a piada sempre com os pdms, se metam em situações que deixe vocês em situações engraçadas. Senão fica que nem os trapalhões onde só o dedé e o capitão lá se dão mal. Sem graça.

Dica 3

  • Sorteiem o mestre se ninguém se dispuser.

Mesmo o cara que nunca mestra não irá encher de mestrar uma sessão só, podem até fazer um rodizio, pode ser uma experiência interessante ou não. Ao menos vocês tentaram.

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*